O que o administrador e empreendedor precisam saber sobre a nova regra do crédito rotativo?

Tempo de leitura: 2 minutos

O que muda para o consumidor que usava o rotativo do cartão de crédito com regularidade? O que o administrador e empreendedor precisam saber sobre a nova regra do crédito rotativo?

A partir de segunda-feira (03/04/17), os clientes que estavam acostumados a fazer o pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito (apenas 15% do valor total) e acessarem o crédito rotativo só poderão utilizar esse tipo de crédito uma vez.

No próximo mês, com o resto da fatura ainda depende, o cliente não poderá mais usar o crédito rotativo e terá que verificar com o seu banco outra forma de quitar a sua dívida evitando a famosa “bola de neve” de juros e taxas que chegam até 15% ao mês. Essa é a nova regra do crédito rotativo.

A restrição foi criada justamente para coibir o uso do rotativo e obrigar os bancos o oferecer soluções de parcelamento do cartão de crédito com juros mais baixos.

A taxa do juros rotativo do cartão de crédito chegou a 484,6% ao ano no final de 2016.

O que o administrador e empreendedor precisam saber sobre a nova regra do crédito rotativo?

Como evitar o uso do crédito do rotativo do cartão de crédito?

O administrador ou empreendedor precisa ter consciência de que o dinheiro tem um valor flutuante no mercado, principalmente quando existe uma dívida em jogo, ou seja, o crédito rotativo não é um acréscimo ao seu salário. E no caso do empreendedor, o crédito rotativo não faz parte do seu fluxo de caixa e nem do seu pro labore.

Tendo essa consciência é preciso ficar atento ao orçamento familiar ou capital de giro da empresa e verificar quais as despesas são realmente uma necessidade e quais precisam ser cortadas para que os gastos não ultrapassem os ganhos.

O uso de planilhas para o planejamento e acompanhamento dos gastos também é indicado. Caso, você queira aprender ou melhorar as suas habilidades em planilhas você pode adquirir esse curso de excel super indicado pelo site Ser Administrador.

Dicas para quem já tem a dívida no rotativo do cartão de crédito

Para quem já tenha essa dívida é interessante buscar créditos pessoais a juros menores, como o consignado ou instituição financeira que ofereça as condições mais vantajosas para liquidar as pendências.

Autora: Flavia Lopes Marcondes

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*