Como treinar funcionários sem gastar nada ou muito.

Tempo de leitura: 4 minutos

Como treinar funcionários : Em períodos de crise, os cortes de custos às vezes são inevitáveis. O que não dá para deixar de lado, porém, são aspectos essenciais para o bom funcionamento de um negócio. O treinamento dos funcionários é um deles.

Como treinar funcionários sem gastar nada ou muito

“Apesar de ser importante para desenvolvimento de qualquer empresa, esse ponto nem sempre é tratado como prioridade”, afirma Cláudio Nasajon, fundador da Nasajon Sistemas e especialista em estratégia e inovação.

Existem empresas especializadas em fazer a capacitação de equipes, mas Nasajon acredita que o ideal é que tudo seja feito internamente. E não é necessário gastar muito.

Conheça 5 maneiras de treinar funcionários e de diversos níveis hierárquicos e agradar os clientes sem ter que colocar a mão no bolso ou com um orçamento apertado.

Incentivar mentores (multiplicadores)
Outra forma de capacitar os funcionários é criar um programa de mentoria, em que os mais experientes ou capacitados da empresa ajudam os demais a se desenvolverem dentro das funções.

Na DNA Natural, que comercializa lanches, sucos e outros alimentos saudáveis, essas pessoas são chamadas de multiplicadores.

“São funcionários que se destacaram e, além de suas funções habituais, ajudam os demais a seguirem os procedimentos dentro das lojas franqueadas”, afirma Andréa Medina.

A DNA Natural tem 75 franquias espalhadas por todas as regiões do Brasil, por isso é um grande desafio manter a mesmo padrão em todas os pontos.

“Os multiplicadores ajudam a manter a equipe motivada, ao mesmo tempo promovem uma reciclagem constante dos funcionários”, diz Andréa.

“Além disso, ter uma pessoa atenta aos processos ajuda a reduzir os custos durante a operação.”

Treinar funcionários é tão essencial quanto os antivírus

Dividir conhecimento (gestores)
Escolher um funcionário – que possui conhecimentos específicos sobre um tema importante para a empresa – para dar uma palestra para os demais pode ser uma forma eficiente de treinar uma equipe. Outra opção é criar grupos de estudos com funcionários de diversos setores para se aprofundar em determinados assuntos.

A cada três meses, os gestores são incentivados a ler um livro sobre um tema pertinente para o negócio.

Depois da leitura, eles fazem uma apresentação sobre a obra ressaltando os pontos que podem ser aplicados no cotidiano dos funcionários.

Para incentivar, são distribuídos pequenos prêmios para as melhores apresentações.

“É uma forma eficaz de todos se manterem atualizados sem que tenham que ler dezenas de livros por mês”, afirma Cláudio Nasajon, presidente e fundador da empresa.

Job rotation (mudar funções periodicamente)
Organizar uma mudança de funções entre os funcionários é uma forma de capacitar sem gastar.

Essa técnica, conhecida pelo termo em inglês job rotation, é bastante utilizada em programas de trainees e também muito empregado pelos profissionais de recrutamento e recursos humanos.

É uma prática que objetiva preparação do profissional para um maior entendimento estratégico da organização.

O objetivo é o de maximizar tanto o aprendizado quanto o aproveitamento do funcionário dentro da empresa, fazendo com que, para tal, ele passe por diversas áreas da instituição, por um período determinado.

Com isso, o funcionário pode conhecer todos os processos, todas as atividades e também todas as especificidades de cada área.

A ideia por trás desse rodízio é incentivar os funcionários a aprender tarefas diferentes e desenvolver novas habilidades.

DESVANTAGEM DO JOB ROTATION
GENERALISTA: Não proporciona uma formação específica em determinada área;
DESMOTIVA: Como há áreas das quais o funcionário gosta mais, essa rotatividade pode ser desmotivadora.
ESPECIALIZAÇÃO: Outros especialistas afirmam que é uma experiência ruim para o funcionário e para a empresa, uma vez que sempre que ele começa a se adaptar a um setor, é obrigado a deixá-lo, interrompendo assim o seu aprendizado e dificultando a especialização na função.

Como treinar funcionários novos

Visitar outras empresas (visita técnica a empresas)
Compartilhar informações e organizar visitas as empresas que atuam num segmento similar pode ser uma boa forma de capacitar uma equipe.

É possível aprender como a outra empresa lida com seus processos, como por exemplo cadastros de clientes, elaboração de propostas, marketing, estratégias de produção, e diversos outros procedimentos aplicáveis ao seu negócio.

Isso vale mesmo para visitas a empresas que não sejam do mesmo segmento, ou não ofertem o mesmo produto ou serviço.

Criar manuais – manualização de processos e padronizações
Apesar de ser uma medida simples, ela é bastante efetiva para treinamentos simples.

Recorrer a cursos online e palestras gratuitas
Muitas empresas investem em atividades educacionais para complementar a formação de seus funcionários, mas pequenos e médios negócios nem sempre tem orçamento para isso.

Além disso, existem diversos seminários e palestras online que podem ajudar a complementar o treinamento dos funcionários.

Faz sentido pra você: Deixe aqui seu like ou seu comentário!

Até a próxima!

Edileuza Alves – Administradora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*